Estado, Governo, Cidadania, e Livre Iniciativa: A Greve da PM no Espírito do Santo

Contemporaneamente, o Estado é definido pela presença de cinco componentes: território, população, soberania, instituições públicas, ou órgãos de Estado e Governo. Apresenta a característica de permanência e continuidade ao longo do tempo e a sua população é composta por cidadãos cujos direitos e obrigações recíprocas, atualmente, estão definidas nas respectivas Constituições.

Por que o Estado Brasileiro é mais letal que o Estado Islâmico

Entre as funções do Estado Moderno está a de zelar pela segurança física de seus nacionais. Mesmo as organizações, pseudoestados ou estados considerados terroristas, como o Estado Islâmico, aceitam e apoiam suas ações nessa premissa. Aliás, é baseado nela que o Estado Islâmico dirige sua fúria contras os “inféis”, especialmente os habitantes dos Países Ocidentais. Com forte apelo à destruição física, disseminam o medo por ações que exploram falhas nos sistemas de defesa dos oponentes. A mensagem, então, é que os Estados inimigos não conseguem proteger seus cidadãos dos ataques do Estado Islâmico.

Cidadania versus Barbárie

É recorrente no Brasil atual a violência sexual contra mulheres na forma de estupros. Também é recorrente na defesa das vítimas o argumento que a mulher tem o direito de vestir-se da forma que melhor lhe agradar sem ser importunada e que as penas impostas aos agressores devem ser duras e efetivas.

Subscribe to Anticidadania RSS